Reciclando os brinquedos que nossos filhos não utilizam

Estamos sempre gritando aos quatro ventos que as crianças têm brinquedos demais, que não temos espaço para mais nada, que as crianças quase não brincam com eles. Mas são muito poucos os pais que, em vez de reclamar, procuram por uma solução. Bem, eu acho que a medida ideal é doar os brinquedos que as crianças não usam mais e, simultaneamente, educá-los para um valor que todos os dias é necessário: a solidariedade.

Os brinquedos são, por excelência, o presente mais pedido pelas crianças ao Papai Noel.

Quanto mais crianças temos casa, mais brinquedos chegam neste momento. As gavetas, prateleiras ou caixas de brinquedos estarão "até o pescoço".

Por isso, eu acho que é sempre importante que junto com as crianças, escolhamos os brinquedos que já não usam, e, portanto, só ocupam espaço e os separamos em uma caixa ou bolsa.

Assim, podemos doá-los a outras crianças, que não querem somente uma fantasia, bonecas, bolas ou carrinhos..., mas também um gesto de carinho e atenção.

Com as crianças, podemos selecionar os brinquedos, em seguida, limpá-los, organizá-los para ver se estão faltando peças, e em seguida, guardá-los.

Aproveitar os feriados de Natal, Dia das Crianças e até mesmo seus aniversários, para fazê-los ver que podemos compartilhar a emoção com outras crianças, todos nós podemos trabalhar em conjunto para que as crianças que não têm condições financeiras de ter um brinquedo, também possam desfrutar de nossas doações e brinquedos que lhe damos.

Brincar é um direito universal das crianças. Além disso, eu sou da opinião de que quanto menos brinquedos têm as crianças, mais interesse terão em brincar. Digo isso pela minha filha. Quando ela abre seu armário e vê tantos brinquedos, eu vejo ela algo confusa e acaba jogando sempre com o mesmo.

Se no lugar onde você mora, as campanhas de arrecadação de brinquedos, típicas do Natal, já fecharam as portas, procure por orfanatos, albergues, abrigos, ou outro lugar onde tenha crianças que não têm tanta chance quanto a sua de possuir um brinquedo.

Normalmente, sempre tem um posto da cruz vermelha ou ONGsnasua área. Caso contrário, procure informações em igrejas ou serviços sociais da prefeitura da sua cidade. Certamente em algum lugar e em qualquer ocasião, haverá uma outra criança que também sonha em ter um brinquedo.

Quanto mais crianças crescem, mais capacidade vão adquirindo e suas respostas naturais com os jogos e brinquedos também vão mudando. Seus interesses mudam de acordo com as capacidades e habilidades que vão conquistando. As crianças crescem, e precisam renovar seus brinquedos, e que ocorre com os brinquedos que não usam mais? Para promover a reciclagem, vou passar algumas dicas para reciclar brinquedos.

A reciclagem de brinquedos pode ser um bom momento para ser compartilhado entre pais e filhos. A este respeito, a Associação Espanhola de Fabricantes de Brinquedos (AEFJ), observa que "envolver as crianças na reciclagem de seus brinquedos podem transmitir valores como a cooperação e a solidariedade, além de educar o consumo e a conservação responsável do meio ambiente ".

Neste sentido, foram introduzidos critérios ambientais em muitos processos de fabricação e o uso de materiais recicláveis. Outros brinquedos devem ser depositados em pontos de reciclagem que permitam o uso de materiais. A AEFJ recomenda estas dicas para dar nova vida aos brinquedos após o uso.

1- Se os brinquedos ainda servem oferecê-los a familiares, amigos ou conhecidos com crianças pequenas.

2- Leve-os para uma creche, jardim de infância ou ludoteca.

3- Doe para um ambulatório ou hospital.

4- Doe-os para uma instituição sem fins lucrativos.

5- Se eles são um pouco antigos, vá para um dos museus de brinquedos que possam existir onde você vive. Eles podem ser úteis para completar qualquer coleção.

6- Coloque um anúncio e deixe-os em uma escola maternal ou Internet em sites como Usado Brasil para oferecer para as pessoas que realmente precisam delas.

7- Leve-os para um centro de lar de cuidados infantis.

8- doe-os para um mercado de caridade.

9. Incentive a sua criatividade e dá-lhes novos usos.

10- No caso de já não serem úteis, retire as baterias e deixe-os em um ponto de reciclagem de brinquedos.

Como você pode ver, só temos que utilizar nossa criatividade para fazer outras crianças felizes e ensinar nossos filhos a serem melhor pessoas.